Crônicos & Agudos

Sarney, o imbatível

— Mas o doutô deu pru país a maior inflação de toda a história mundial.

— Veja bem. Em tempos difíceis, quando algo sai em desacordo com o planejado, o gatilho sempre resolveu. Foi assim com o gatilho salarial, lembra?

— É, 86 foi um ano incomum, mesmo. Coisas que nunca tinha visto aconteceram bem pertinho dos olhos. O Haley, tô falando do Haley.

— Fui amigo do Glauber. O Glauber era o cineasta do povo. Morreu, mas nunca torci pela morte de ninguém.

— Pobre Tancredo.

— Já reparou como o mês de abril congrega datas importantes para a Pátria? 21 tem o Tiradentes, Brasília e o Tancredo. E 22, o descobrimento.

— Todas perdas, senador/

— Presidente. Agora sou presidente do Senado.

— Terceira vez.

— Detalhe, meu filho. Agora ande, que democracia é coisa séria.

Para entender melhor, clique aqui.

Filed under: crônicas

Vegetarian Delight

O Prozac me fez precisar voltar a comer carne. Consequência do jornalismo. Mas as confluências cósmicas, bem como os orgasmos, duram menos tempo do que deveriam. Logo, pelo pouco tempo que jazz, prozac, jornalismo e muita proteína texturizada de soja conviveram, causara-me um orgasmo cósmico.

Vegetarian Delight
(acabei de inventar o nome, mas faço há algum tempo)

1 Pimentão verde
1 Pimentão amarelo
1 Pimentão vermelho
1/2 cebola
300g de Proteína texturizada de soja (PTS)
Shoyu

Acompanhamento: Arroz integral

Corte os pimentões e a cebola em quadrados, frite. Quando dourar, sapeque um pouco do shoyu.
A PTS já deve estar hidratada (ferva meio litro de água, coloque a PTS. Deixe por 10 minutos. Escorra num escorredor de macarrão e logo em seguida dê choque térmico com água fria)
Boa, agora joga a PTS no molhinho fritando e mistura. Cabe um champignon em fatias (mas é meio caro).
Ah, a frigideira tem que ser grande, senão faz a maior zona.

Serve umas três pessoas ou segura bem a larica de 2.

Para o som, Nina Simone, canta jazz. Morreu em 2003. Negona porreta, voz grave pra caramba. Gravou o clássico do Animals “Don´t let me be misuderstood” numa versão suicida.

Não, não sou fanático por jazz. Só de vez em quando. Mas, com uma chuva fina na janela…

Filed under: crônicas

Este blog é melhor visualizado
no navegador Mozilla Firefox
Crônicos & Agudos é criação de Danilo Sanches. Além desse, o autor escreve para outro blog.
fevereiro 2009
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728

RSS Nanocontos no Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
wordpress visitors